Coração de Cuiabá, Prainha

Coração de Cuiabá, Prainha
4 (100%) 9 votes

História

O século XIX intensificou o processo de urbanização em Cuiabá como um todo, e a Prainha foi reflexo desta realidade.

A Prainha

As obras públicas terminaram a canalização do curso d’água, cimentaram suas margens, e ergueram pontes para a passagem de automóveis. A essa altura, o córrego perdeu seu aspecto caudaloso, tornando-se um fio d’água contido em uma vala no meio da avenida.

Já entre as décadas de 1960 e 1970, mais obras públicas deram cabo do processo iniciado no século anterior, terminando de canalizar o córrego em praticamente toda sua extensão,apenas alguns trechos estão descobertos, os próximos à nascente, localizada na região dos bairros Consil e Alvorada. A canalização consistiu também na cobertura, com concreto e asfalto, que acabaram por esconder de uma vez por todas o antigo córrego no centro da capital.

Já batizada de Tenente Coronel Duarte, em homenagem a um personagem da Guerra do Paraguai, a avenida, não deixou de ser conhecida como Prainha, mesmo tendo o córrego de sua origem oculto e poluído pelo esgoto da cidade sob o canteiro central.

Hoje, a Prainha é um dos mais carregados trajetos no trânsito do perímetro urbano de Cuiabá. Com pontos de ônibus ao longo de toda sua extensão, é trajeto para diversas linhas do transporte coletivo da capital, atendendo também à demanda de fluxo entre a Cuiabá e Várzea Grande.na região metropolitana.

Deixe uma resposta