Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá

Igreja Catadral
image Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá

Figura 1 Catedral atual – Créditos: Portal G1 MT

image-1 Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá

Figura 2 Demolição da catedral 1968 – Créditos: seplan.mt.gov.br

A Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus de Cuiabá também conhecida como Igreja Matriz foi erguida em 1722 durante a administração colonial do Capitão-General Rodrigo César de Meneses. No ano de 1769, sob a liderança do frei José da Conceição a igreja ganhou sua primeira torre.

Em 1868, por meio do arquiteto italiano de nome Tortorolli, a catedral basílica passou por alterações na fachada e na torre. Já no final da década de 1920 acrescentaram-lhe outra torre e profundas mudanças na fachada.

O fato histórico mais triste referente à catedral foi sua total demolição em 1968, durante o governo Pedro Pedrossian, uma perda irreparável para o patrimônio cultural mato-grossense. A nova igreja matriz foi inaugurada em 1973, e permanece localizada até os dias atuais, no centro da Capital.

As singularidades da catedral basílica estão na sua pintura, no seu altar de 20 metros de altura e também na cripta, que fica no subsolo da Igreja, local que foram sepultadas autoridades da Igreja Católica e importantes personagens da história de Mato Grosso, tais como respectivamente: Dom Carlos Luiz D’Amour, Dom José Antônio dos Reis, Dom Francisco de Aquino Corrêa, Dom Orlando Chaves, Pascoal Moreira Cabral e Miguel Sutil de Oliveira.

Referências:

 – CONTE, Cláudio Quoos; FREIRE, Marcus Vinícius De Lamonica. Centro Histórico de Cuiabá. Cuiabá: Entrelinhas, 2005.

– PORTAL DA PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ, disponível em: https://www.cuiaba.mt.gov.br

Autor: Francispaulo Lopes de Pinho

Graduado em História pela Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT

Professor da rede estadual de ensino de Mato Grosso

Instagram : @francispaulolopes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.